ACABOU O AMOR! Lira vai pra ClMA, Clima Esquenta, Vidente Gritou | 10/02/2024

A crise política entre o presidente da Câmara, Arthur Lira, e o governo do presidente Lula se agravou nos últimos dias, colocando ainda mais em risco a agenda legislativa e a governabilidade do país.

O estopim foi o cancelamento de uma reunião de líderes partidários com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que estava prevista para ocorrer nesta terça-feira (6), mas foi adiada para depois do carnaval. O motivo da discórdia seria o controle do orçamento federal e a liberação das emendas parlamentares negociadas com os deputados. Lira acusa o governo de não cumprir os acordos firmados e de interferir na autonomia do Legislativo. Ele também critica a burocracia técnica na distribuição dos recursos e diz que o Orçamento pertence a todos, não apenas ao Executivo.


Lira teria ficado incomodado com a realização da reunião sem a sua participação e indicou que a organização desse encontro teria dedo do ministro Alexandre Padilha (Secretaria de Relações Institucionais), responsável pela articulação política do governo no Congresso. Padilha, por sua vez, nega qualquer desentendimento e diz que a reunião foi apenas adiada por questões de agenda. 

O governo Lula tenta apaziguar os ânimos e evitar um rompimento com o centrão, bloco de partidos que sustenta a sua base aliada. O presidente Lula já telefonou para Lira e disse que tem confiança no seu trabalho e no seu compromisso com o país. Ele também afirmou que o governo está aberto ao diálogo e que respeita a independência dos poderes.


No entanto, o clima de tensão persiste e pode prejudicar a votação de projetos importantes para o governo, como a reforma tributária, a prorrogação do auxílio emergencial e a renovação do Fundeb. Além disso, o governo pode enfrentar dificuldades para aprovar o seu orçamento e para derrubar os vetos presidenciais que desagradaram os parlamentares. 

A crise política entre Lira e governo Lula é mais um capítulo da instabilidade que marca o cenário político brasileiro nos últimos anos. O país vive uma grave crise econômica, social e sanitária, agravada pela pandemia de covid-19, que já matou mais de 600 mil pessoas. Nesse contexto, é fundamental que os poderes atuem de forma harmônica e cooperativa, em prol do bem comum e da democracia.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Canal do Vidente Lindomar: CLICA AQUI! --------------------------------------------- Canal: Conexão sucata: CLICA AQUI! ---------------------------------------------

Edição e texto: Theta Wellington

COMPARTILHAR:

2 comentários:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do Site