HAVERÁ RENUNClA! Felicidade no Brasil, Astróloga Maricy Vogel Arrepia | 15/07/2024

Direita Critica STF por Perseguição Política: Indiciamento de Zé Trovão e Sérgio Reis Reacende Debate.

A recente decisão da Polícia Federal (PF) de indiciar o deputado federal Zé Trovão, o cantor sertanejo e ex-deputado Sérgio Reis, juntamente com outras 11 pessoas, reacendeu um debate fervoroso sobre a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) e o que muitos na direita classificam como uma perseguição política. Essas figuras foram acusadas de incitação aos atos antidemocráticos de setembro de 2021, bem como de associação criminosa e tentativa de impedir o livre exercício dos poderes. 

Para os simpatizantes da direita, tais ações são interpretadas como parte de um padrão mais amplo de repressão direcionada contra aqueles que apoiam o ex-presidente Jair Bolsonaro. A percepção de perseguição não é nova e ganha força a cada ação judicial envolvendo figuras proeminentes do movimento conservador. Na época dos protestos de 2021, os investigados clamavam pelo fechamento do STF e do Senado Federal, algo que a direita vê como um exercício de liberdade de expressão, ainda que controverso. A prisão preventiva de Zé Trovão, decretada pelo STF, e as restrições impostas a Sérgio Reis, como a proibição de se aproximar da Praça dos Três Poderes, são frequentemente citadas como exemplos de um suposto viés contra líderes conservadores.


Os críticos do STF dentro do espectro político de direita argumentam que o tribunal está excedendo suas funções constitucionais e agindo de maneira parcial. A intervenção rápida e decisiva do STF em casos que envolvem figuras associadas a Bolsonaro é vista como uma demonstração de poder desproporcional e uma tentativa de silenciar opositores políticos. 

Esse sentimento é exacerbado pela velocidade com que as decisões são tomadas, muitas vezes sem o devido processo legal completo, segundo os críticos. A indignação da direita se intensifica com a percepção de que outras figuras políticas, particularmente aquelas associadas à esquerda, não enfrentam o mesmo nível de escrutínio ou punição por ações similares. Eles apontam para uma suposta seletividade nas investigações e julgamentos, sugerindo que o STF estaria utilizando seu poder para moldar o cenário político de acordo com interesses específicos. Essa desconfiança gera um clima de polarização crescente, onde as decisões judiciais são vistas mais como atos políticos do que como a aplicação imparcial da lei.


O relatório da PF sobre o indiciamento agora segue para o Procurador-Geral da República, Paulo Gonet, que decidirá se formula a denúncia ou pede arquivamento. Para a direita, esta é mais uma oportunidade de observar como as instituições irão se comportar. Se a denúncia for formalizada, isso será visto como uma continuidade daquilo que consideram ser um processo de perseguição política. Caso contrário, pode ser interpretado como uma pequena vitória contra o que veem como um sistema judicial parcial. 

A crítica ao STF por parte da direita não é meramente uma questão de discordância política; é uma acusação séria de que a mais alta corte do país está sendo utilizada como uma ferramenta de repressão. O debate sobre a atuação do STF, portanto, não se limita aos casos individuais de Zé Trovão ou Sérgio Reis, mas se estende à própria essência da democracia brasileira e ao equilíbrio de poderes. Enquanto essa percepção de perseguição persistir, a legitimidade e a imparcialidade do STF continuarão a ser questionadas por uma parcela significativa da população.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Créditos Maricy Vogel

COMPARTILHAR:

TRUMP NÃO DESISTE! "Agora Voltarei mais Forte" Afirma Ex Presidente, Cigana Sulamita Previu Tudo | 14/07/2024

Atentado a Donald Trump Choca o Mundo; Cigana Sulamita Previu o Incidente Meses Antes

No dia 13 de julho de 2024, o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sofreu um atentado que chocou o mundo. O ataque ocorreu durante um evento público em Nova York, onde Trump fazia um discurso. Testemunhas relataram momentos de pânico quando tiros foram disparados em direção ao ex-presidente. Ele foi imediatamente levado ao hospital e seu estado de saúde ainda é desconhecido.

O que torna o incidente ainda mais intrigante é que a famosa cigana Sulamita previu o atentado meses antes. Conhecida por seus poderes extraordinários, Sulamita havia alertado sobre um grande perigo que cercava Trump em uma de suas sessões de leitura de cartas. 

Suas previsões, sempre impressionantes, agora se confirmam mais uma vez, reafirmando seu poder incrível e sua habilidade de prever eventos futuros com precisão assustadora. "Eu vi isso acontecendo. Havia sombras ao redor dele, um perigo iminente", disse Sulamita em uma entrevista recente.

A polícia está investigando o caso e detalhes adicionais ainda estão emergindo. O mundo aguarda ansiosamente por atualizações sobre a condição de Trump e os desdobramentos dessa tentativa de assassinato. Especialistas em segurança estão sendo convocados para reforçar a proteção de figuras públicas, especialmente em eventos de grande porte.

A comunidade internacional reagiu com preocupação e solidariedade. Líderes de diversos países expressaram suas condolências e desejos de recuperação para Trump. Este incidente levanta questões importantes sobre a segurança de ex-líderes e a crescente ameaça de violência política. O FBI está liderando as investigações, prometendo identificar e levar à justiça os responsáveis por este ataque chocante.

Enquanto isso, a figura da cigana Sulamita ganha ainda mais notoriedade. Seus seguidores acreditam que suas habilidades são um verdadeiro dom, capaz de prever acontecimentos de grande impacto. A previsão deste atentado, em particular, solidifica sua reputação como uma das videntes mais precisas e respeitadas do mundo.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

🌻Clube Girassol Cigana Sulamita🌻

🌻Canal da Cigana Sulamita🌻
--------------------------------------------
COMPARTILHAR:

VOLTA POR ClMA! Capitão Dá "xeque-mate" e Mauro Cid CAlU, Astróloga Maricy Vogel Atualiza | 13/07/2024

A verdade aparece! Emails mostram que Mauro Cid cometeu aquilo que acusa Bolsonaro.

A recente revelação de e-mails trocados entre Mauro Cid e lojas americanas para a venda de relógios e outros presentes lança uma sombra sobre as acusações que ele mesmo fez contra o ex-presidente Jair Bolsonaro. A incoerência entre as ações de Cid e suas declarações levanta sérias dúvidas sobre a veracidade das acusações e a integridade das investigações conduzidas até o momento. 

Os e-mails, analisados pela Polícia Federal com base em dados obtidos via cooperação internacional com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, mostram que, além das joias, Cid vendeu dois relógios, uma caneta e um conjunto de abotoaduras. Os itens foram recebidos durante uma viagem oficial ao Oriente Médio, em outubro de 2019, e vendidos por valores que totalizam mais de US$ 10.150,00. Esse fato coloca em xeque as declarações de Cid, que acusou Bolsonaro de se apropriar indevidamente de presentes recebidos em função do cargo presidencial.


A incoerência torna-se ainda mais evidente quando se verifica que Cid, ao preencher formulários de venda na página da empresa BOB’s Watches, usou um endereço de IP vinculado ao Palácio do Planalto. Esta ação contradiz suas acusações, pois demonstra que ele também se apropriou e se beneficiou de presentes recebidos no exercício de suas funções oficiais, prática pela qual ele acusa Bolsonaro. 

Além disso, Cid confirmou à PF que vendeu os presentes com a suposta autorização da Comissão de Ética da Presidência da República, o que levanta mais questionamentos sobre a legitimidade de tais autorizações e sua aplicação seletiva. O relatório final do inquérito das joias sauditas, assinado pelo delegado Fábio Shor, detalha que Cid negociou com a loja BOB’s Watches a venda de um relógio Ebel Sport Classic, modelo 1216432, avaliado em US$ 4.150,00. Esses diálogos ocorreram em dezembro de 2019, revelando que Cid estava ativamente envolvido em transformar os presentes em dinheiro, comportamento que ele criticou em Bolsonaro. A contradição é clara e preocupa, pois reflete uma prática de duplo padrão dentro do próprio círculo presidencial.


As negociações de Cid com a loja Crown and Caliber para a venda de um kit de relógio Girard Perregaux Earth to Sky Edition, estimado entre US$ 5,5 mil e US$ 6 mil, reforçam ainda mais a incoerência de suas ações. Nos e-mails, Cid menciona que recebeu o conjunto durante uma viagem ao Oriente Médio, e a loja confirmou a venda em dezembro de 2019, pagando a ele US$ 3,6 mil. Esse comportamento contradiz diretamente suas alegações contra Bolsonaro e sugere uma tentativa de desviar a atenção de suas próprias ações. 

Diante dessas revelações, a integridade das investigações e a credibilidade das acusações feitas por Cid contra Bolsonaro estão seriamente comprometidas. É essencial que a justiça seja aplicada de forma equitativa e transparente, garantindo que todos os envolvidos sejam tratados com imparcialidade. As autoridades devem reavaliar as evidências e considerar as contradições apresentadas por Cid, assegurando que a verdade prevaleça e que a justiça não seja usada como uma ferramenta de perseguição política.

CONFIRA O VÍDEO AQUI


Créditos Maricy Vogel



COMPARTILHAR:

SE PREPARE! Vão TlRAR do Poder, Alegria, Vidente Cigano Atualiza | 12/07/2024

Postura de Lula Aumenta Incerteza Econômica e Eleva Dólar a R$ 5,65.

O recente aumento do dólar, que alcançou R$ 5,65, reflete não apenas uma tendência global, mas também problemas internos agravados pela postura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em relação ao Banco Central. O ataque de Lula à autonomia da instituição, afirmando que ela só interessa ao mercado financeiro, demonstra uma falta de compreensão da importância da independência do Banco Central para a estabilidade econômica. 

Isso não apenas causa incerteza entre investidores, mas também enfraquece a confiança na política econômica do governo, contribuindo para a desvalorização do real frente ao dólar. A atitude de Lula gera preocupação no mercado, especialmente em um momento de alta dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano, que tem atraído recursos para os Estados Unidos e fortalecido o dólar globalmente. A insistência do presidente em questionar a autonomia do Banco Central em um contexto já delicado demonstra uma falta de sensibilidade política e econômica. É uma postura que, em vez de estabilizar, desestabiliza ainda mais a economia brasileira, aumentando o custo de vida e a inflação, que já pressionam a população.


Enquanto outros países emergentes também enfrentam desafios, o real tem sido particularmente afetado, perdendo mais valor que outras moedas, como o rand sul-africano e o rublo russo. A preocupação com a sustentabilidade fiscal do Brasil, combinada com a incerteza sobre o futuro da autonomia do Banco Central após a saída de Roberto Campos Neto, agrava a situação. 

A indefinição do governo em relação a um plano fiscal claro e a falta de medidas concretas para conter despesas só aumentam a aversão ao risco entre os investidores. O movimento mais intenso no mercado futuro, com volumes de negociação inusitados para uma segunda-feira, indica que investidores estão mudando rapidamente suas posições, antecipando uma piora econômica. Essa volatilidade é um reflexo direto da falta de confiança nas políticas econômicas do governo. O mercado busca desesperadamente sinais de estabilidade e compromisso com a responsabilidade fiscal, mas recebe, em vez disso, mensagens confusas e contraditórias.


O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tenta minimizar a situação, sugerindo que o patamar do câmbio deve se acomodar com o tempo. No entanto, essa resposta parece ignorar a urgência da crise de confiança gerada pela própria comunicação inadequada do governo. A falta de uma resposta clara e decisiva não apenas prejudica a economia, mas também põe em risco a reputação do Brasil no cenário internacional. 

Para evitar um desastre econômico ainda maior, o governo precisa mudar sua abordagem. É crucial que Lula e sua equipe parem de minar a autonomia do Banco Central e comecem a apresentar um plano fiscal coerente e realista. Apenas com medidas concretas e uma comunicação clara é que será possível restaurar a confiança dos investidores e estabilizar a economia. Caso contrário, a tendência é que o real continue a se desvalorizar, agravando a crise e trazendo mais sofrimento para a população brasileira.

CONFIRA O VÍDEO AQUI


Contato do Cigano

Whatsapp: (48) 99144-5662

Whatsapp: (48) 99178-8723

Fone fixo: (48) 3039-5893

 Edição e texto: Theta Wellington
COMPARTILHAR:

AGORA VAI! Tarcísio Já Sabia, Capitão Feliz, Cigana Sulamita Atualiza | 10/07/2024

Tarcísio de Freitas: Direita Conquistará Resultados Excelentes nas Eleições de 2024.

O cenário político brasileiro está em ebulição com a aproximação das eleições municipais de 2024, e a direita deposita grandes esperanças nesse pleito. Durante um evento em Santa Catarina, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, expressou otimismo sobre o futuro político do país, destacando que a direita terá um “resultado excelente” nas próximas eleições. 

Sua fala refletiu um espírito de renovação e estratégia, com olhos voltados não apenas para as eleições municipais, mas também para a construção de uma base sólida visando as eleições presidenciais de 2026. Tarcísio de Freitas fez questão de exaltar a importância do ex-presidente Jair Bolsonaro como uma figura central na política conservadora brasileira. Segundo o governador, Bolsonaro continua sendo a principal voz da direita no Brasil, e sua liderança é fundamental para a união e o fortalecimento dos partidos conservadores. Em seu discurso, Tarcísio ressaltou a necessidade de superação e adaptação contínua, sempre com a meta de vencer desafios e construir um futuro melhor para o país.


A estratégia delineada pelos partidos de direita, como o PL de Bolsonaro e o Republicanos de Tarcísio, é clara: conquistar o maior número possível de prefeituras em 2024 para consolidar uma base forte e coesa para as próximas disputas eleitorais. Essa mobilização é vista como um passo essencial para garantir a presença da direita em todas as esferas de poder e influenciar positivamente as políticas públicas no Brasil. 

O evento em Santa Catarina também contou com a presença de figuras proeminentes como o ex-presidente Bolsonaro e o presidente argentino Javier Milei, simbolizando um alinhamento internacional de líderes conservadores. A presença desses líderes reforçou a mensagem de união e compromisso com os ideais de direita, além de inspirar confiança na capacidade de alcançar vitórias expressivas nas urnas.


Tarcísio também mencionou os desafios enfrentados por Bolsonaro durante seu mandato, ressaltando que, apesar das inúmeras narrativas contrárias, a direita conseguiu superar os obstáculos e seguir em frente. “Nós tivemos ensinamentos valiosos, tem um caminho que nos foi ensinado. É verdade que nós temos que fazer sacrifícios. 

Nós temos um grande compromisso e neste ano é ano de dar cara a tapa”, afirmou Tarcísio, destacando a resiliência e a determinação dos conservadores brasileiros. À medida que a campanha para as eleições de 2024 se intensifica, a direita se organiza e mobiliza suas bases, apostando em um resultado positivo que sirva de trampolim para a retomada do poder em 2026. Com líderes comprometidos e uma estratégia bem definida, a expectativa é de que a direita brasileira saia fortalecida deste processo eleitoral, consolidando-se como uma força política relevante e influente no cenário nacional.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

🌻Clube Girassol Cigana Sulamita🌻

🌻Canal da Cigana Sulamita🌻
--------------------------------------------
COMPARTILHAR:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do Site