O MlTO AVISOU! Amizade inabalável, Vidente Cigano Tinha Razão | 02/03/2023

Lula comprova que é amigo de Nicolás Maduro e comete ato falho de dizer que o ditador quer a paz.

A recente declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre reforçar o empenho pela paz com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, é um sinal significativo de antidiplomacia e cooperação na América do Sul. Este compromisso deveria ser uma parte essencial dos esforços para manter a estabilidade regional e promover o desenvolvimento mútuo entre as nações. 

No entanto, ao se aliar justamente com Maduro, Lula mostra que apoia os métodos que ele usa na Venezuela. O diálogo entre líderes de países vizinhos é crucial para resolver disputas de longa data, como a questão do Essequibo, e para enfrentar desafios contemporâneos, como a crise econômica e humanitária. A região do Essequibo, rica em recursos naturais, tem sido objeto de uma disputa territorial entre a Venezuela e a Guiana. 

A busca por uma solução pacífica para essa disputa é vital para evitar conflitos armados, que poderiam ter consequências devastadoras para as populações locais e para a estabilidade da região. Mas quando você vê que a Venezuela é um país pobre onde Maduro governa sem oposição, e que quando alguém se levanta para criticar esse regime essa pessoa é perseguida, notasse que ele não é uma pessoa que faz a paz.


Além disso, a América do Sul tem enfrentado várias crises políticas e sociais, e a colaboração entre os países é fundamental para superar esses obstáculos. Então Lula poderia escolher qualquer outro para essa questão. A reunião entre Lula e Maduro, que ocorrerá à margem de um encontro da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), oferece uma plataforma para discutir questões de interesse comum e fortalecer laços diplomáticos. 

A paz e a estabilidade na América do Sul são necessárias não apenas para o bem-estar dos cidadãos, mas também para atrair investimentos estrangeiros, impulsionar o comércio e promover o turismo. Países em paz tendem a ter melhores condições para o desenvolvimento econômico e social, o que, por sua vez, pode levar a uma melhor qualidade de vida para seus habitantes.


A diplomacia pacífica também é importante para a imagem internacional do Brasil e da Venezuela. Ao demonstrar a capacidade de resolver diferenças através do diálogo e da negociação, ambos os países podem melhorar suas relações com outras nações e organizações internacionais. Isso pode resultar em benefícios como acordos comerciais mais favoráveis, apoio em fóruns internacionais e uma maior influência global. 

Em resumo, o reforço do empenho pela paz entre Brasil e Venezuela é um passo desnecessário para garantir a segurança e o progresso na América do Sul. Uma vez que ambos os ditadores incentivam tal coisa. Através do diálogo e da cooperação, é possível construir um futuro mais próspero e estável para todos os países da região, isso é o oposto do que Maduro prega.


CONFIRA O VÍDEO AQUI

Contato do Cigano

Whatsapp: (48) 99144-5662

Whatsapp: (48) 99178-8723

Fone fixo: (48) 3039-5893

 Edição e texto: Theta Wellington
COMPARTILHAR:

ACAB0U! Governo MENTlU, Astróloga Maricy Vogel Tinha Razão | 01/03/2024

Lula quebra mais uma promessa. Ele disse que em seu governo pessoas que recebem até 2 salários mínimos estariam isentos do imposto de renda, agora vemos que isso está nas mãos dos deputados.

A tributação do Imposto de Renda no Brasil é um tema complexo e de grande relevância social e econômica. Antes da proposta atual, a tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) era ajustada esporadicamente, o que gerava críticas devido à defasagem em relação à inflação e ao aumento do custo de vida. 

Com isso, muitos contribuintes que recebiam pouco mais que o salário mínimo acabavam tendo que pagar o imposto ou declarar, mesmo com baixa capacidade contributiva. Essa situação que se apresenta mostra que Lula não cumpriu sua promessa de campanha. Promessa essa que foi reforçada pelo presidente recentemente. Agora vemos que tudo pode ir por água abaixo e que o presidente não moveu um dedo para cumprir sua palavra.


Como funciona agora, a faixa de isenção do IRPF para o ano-calendário de 2021, por exemplo, era de até R$ 1.903,98 por mês. Isso significa que pessoas que ganhavam até esse valor não precisavam pagar o Imposto de Renda. No entanto, essa faixa de isenção não acompanhou o aumento do salário mínimo ao longo dos anos, o que resultou em mais pessoas sendo obrigadas a contribuir com o imposto. 

Caso o projeto de lei que propõe a isenção do Imposto de Renda para quem ganha até dois salários mínimos não seja aprovado, a situação permanecerá como está atualmente. Isso implica que a faixa de isenção continuará desatualizada em relação ao aumento do custo de vida e do salário mínimo, mantendo a carga tributária sobre os contribuintes de baixa renda.


A aprovação do projeto, por outro lado, representaria um alívio fiscal significativo para milhões de brasileiros. Além de aumentar a renda disponível para as famílias mais pobres, poderia também estimular a economia ao aumentar o poder de compra dessa parcela da população. 

No entanto, é importante considerar que a isenção também resultaria em uma redução da arrecadação tributária, o que poderia impactar os cofres públicos e a capacidade do governo de investir em áreas como saúde, educação e infraestrutura. 

Em resumo, a discussão sobre a isenção do Imposto de Renda para quem ganha até dois salários mínimos é um debate sobre justiça fiscal e equilíbrio econômico. Enquanto a medida pode trazer benefícios imediatos para os trabalhadores de menor renda, suas implicações a longo prazo no orçamento público e na economia como um todo devem ser cuidadosamente avaliadas pelos legisladores e pela sociedade.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Créditos Maricy Vogel

COMPARTILHAR:

FOl PRES0! Agora foi o limite, Bolsonaro, Astróloga Maricy Vogel Arrepia | 29/02/2024

O caso do influenciador português que entrevistou Bolsonaro e foi retido no aeroporto pela polícia federal por isso.

No último domingo, 25 de fevereiro de 2024, um fato inusitado chamou a atenção da mídia e das redes sociais: o influenciador português Sérgio Tavares, que recentemente entrevistou o ex-presidente Jair Bolsonaro em uma live em seu canal no Youtube, postou um vídeo em seu perfil no X (antigo Twitter) em que diz ter sido detido pela Polícia Federal (PF) no Aeroporto de Guarulhos (GRU) ao desembarcar no Brasil. 

Tavares, que se define como um "jornalista independente" e um "defensor da liberdade", disse que veio ao Brasil cobrir a manifestação convocada por Bolsonaro, que chamou de "movimento pela democracia". Segundo ele, seu passaporte chegou a ser apreendido e ele foi encaminhado para uma delegacia, onde foi interrogado sobre suas declarações sobre urnas eletrônicas, fraude eleitoral, vacinas e o que chamou de "ditadura do judiciário".


O influenciador português é conhecido por suas posições polêmicas e controversas, que muitas vezes ecoam as de Bolsonaro. Em sua live com o ex-presidente, ele fez perguntas elogiosas e concordou com as críticas de Bolsonaro ao atual governo, ao Supremo Tribunal Federal (STF), à imprensa e à esquerda. Ele também defendeu o voto impresso, questionou a eficácia e a segurança das vacinas contra a Covid-19 e disse que o Brasil estava sob uma "ditadura sanitária". 

A manifestação que Tavares pretendia cobrir foi marcada para o dia 28 de fevereiro, em várias cidades do país, por apoiadores de Bolsonaro, que pedem a volta do ex-presidente ao poder, o impeachment do atual presidente, a intervenção militar e o fechamento do Congresso e do STF. A manifestação é vista como uma tentativa de Bolsonaro de se manter em evidência e de mobilizar sua base eleitoral, após ter sido derrotado nas eleições de 2022 e de ter sido alvo de diversas investigações e processos judiciais.


O caso de Tavares gerou repercussão e debate nas redes sociais, com opiniões divergentes sobre a suposta detenção. Alguns internautas defenderam o influenciador português, alegando que ele foi vítima de censura e perseguição política. Outros criticaram o influenciador português, acusando-o de ser um propagandista de Bolsonaro, de espalhar fake news e de desrespeitar as leis e as autoridades brasileiras. 

O advogado de defesa de Tavares, Eduardo Borgos, disse que o influenciador já foi liberado e seu passaporte devolvido. Procurada, a PF ainda não respondeu sobre a suposta detenção. O GRU disse que a informação pode ser confirmada apenas com a polícia. Também foram procurados a Embaixada Portuguesa no Brasil e a Secretaria de Segurança Pública, mas até o momento da publicação, nenhum dos órgãos respondeu.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Créditos Maricy Vogel

COMPARTILHAR:

CAlU PELA CULATRA! Capitão Avança, Chay Grazik Arrepia | 28/02/2024

Polícia Federal passa vergonha nacional no depoimento de Bolsonaro! Sem ter perguntas relevantes o que chamou a atenção da mídia foi a pergunta sobre a sexualidade do ex presidente.

O ex-presidente Jair Bolsonaro foi interrogado pela Polícia Federal (PF) na quinta-feira (22) sobre o planejamento de um golpe de Estado. O depoimento faz parte de um inquérito que investiga a participação de Bolsonaro em atos antidemocráticos realizados em 2022, quando ele ainda era presidente. 

A PF suspeita que Bolsonaro tenha articulado com militares e apoiadores a tentativa de derrubar o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF), após as eleições de 2022, nas quais ele foi derrotado pelo candidato da oposição.


Um depoimento é um ato formal em que uma pessoa é chamada a prestar esclarecimentos sobre um fato ou uma situação que está sendo investigada pela autoridade policial ou judicial. No depoimento, a pessoa deve dizer a verdade e responder às perguntas que lhe forem feitas. A pessoa tem o direito de ficar em silêncio, se assim preferir, e de ser acompanhada por um advogado. O depoimento é registrado em um documento chamado termo de declarações, que é assinado pela pessoa, pelo advogado, pelo delegado e pelo escrivão.


No início do depoimento de Bolsonaro, ele foi questionado se ele se identifica como "cis", em referência aos termos "cisgênero" e "transgênero". Bolsonaro disse que não sabia o que significava a palavra e os delegados e escrivão explicaram o termo. Ele então confirmou que é cisgênero. 

A pergunta se tornou praxe em depoimentos desde 31 de outubro, quando a PF alterou o cadastro de pessoas no sistema judiciário nos campos "identidade de gênero" e "orientação sexual". O termo "cisgênero" designa quem não é pessoa trans, travesti ou não binária, ou seja, quando há identificação com o sexo biológico. 

A pergunta sobre a identidade de gênero de Bolsonaro virou notícia porque gerou reações nas redes sociais. Alguns internautas criticaram a PF por fazer uma pergunta irrelevante e constrangedora para o ex-presidente, que é conhecido por suas declarações homofóbicas e transfóbicas. Outros internautas ironizaram a ignorância de Bolsonaro sobre o significado do termo e fizeram memes e piadas sobre o assunto.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Créditos Chaline Grazik

Instagram Oficial: https://www.instagram.com/cha.grazik/

COMPARTILHAR:

ESQUERDA TREMEU! Algo Grande Vai Surpreender, Vidente Cigano Arrepia | 27/02/2024

Vaza informação de plano "desonesto" da PF para pegar Bolsonaro.

O que sabemos até agora é que o ex-presidente Jair Bolsonaro e outras 22 pessoas foram chamados para depor na Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira (22). Eles são suspeitos de planejar um golpe de Estado para impedir a posse do presidente eleito Lula em 2022. 

Lembrando sempre que esse até o momento não existe nada que confirme a tentativa de golpe. Segundo a PF, Bolsonaro e seus aliados tinham uma minuta de decreto para declarar estado de defesa e intervir no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Só que isso não aconteceu e essa minuta nem é um papel oficial. A minuta também previa a prisão de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do presidente do Senado.


A investigação começou em 2021, quando a PF abriu um inquérito para apurar a atuação de milícias digitais que atacavam a democracia. Ou seja, o inquérito para investigar outra coisa, está investigando uma coisa que não tem nada haver com a acusação. Muitos advogados dizem na internet que isso é algo que não é previsto em lei, portanto não deveria estar acontecendo. Em janeiro de 2023, a PF deflagrou a operação Tempus Veritatis e encontrou a minuta golpista na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres. 


A PF também contou com a delação premiada do ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, Mauro Cid, que revelou que o ex-presidente teve acesso à minuta e pediu modificações no texto. Cid também entregou um vídeo de uma reunião em que Bolsonaro e seus ministros discutiram estratégias para reverter o resultado da eleição. 

Bolsonaro e os outros investigados foram intimados a prestar depoimento no mesmo horário, para evitar combinação de versões. A defesa de Bolsonaro afirmou que ele não responderia aos questionamentos da PF, alegando que não teve acesso a todos os documentos da investigação.

O plano da PF seria fazer todos prestarem depoimentos ao mesmo tempo para pegar quem estivesse mentido, e evitar que eles possam combinar uma versão. Ressalto que é isso que tem aparecido nas notícias, mas nada foi confirmado. No caso do plano ser verdadeiro cabe a cada um de nós decidir se isso é um ano justo ou não.

CONFIRA O VÍDEO AQUI


Contato do Cigano

Whatsapp: (48) 99144-5662

Whatsapp: (48) 99178-8723

Fone fixo: (48) 3039-5893

 Edição e texto: Theta Wellington
COMPARTILHAR:

1 MILHÃO BRASIL! Mito Volta com Tudo, Vidente Tinha Razão | 26/02/2024

Bolsonaro surpreende o mundo e consegue colocar na avenida Paulista aproximadamente 1 milhão de pessoas.

A manifestação de ontem, domingo 25 de fevereiro, na avenida Paulista foi um ato de apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro, que está sendo investigado pela Polícia Federal por uma tentativa de golpe de Estado para impedir a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Bolsonaro, que ficou em silêncio no depoimento à PF na última quinta-feira (22), discursou em um carro de som perto do Museu de Arte de São Paulo (Masp) e disse que o objetivo era defender "o Estado democrático de direito e a liberdade".


Segundo as notícias, a manifestação contou com a presença de alguns políticos aliados de Bolsonaro, entre eles o vice-premiê e ministro da Infraestrutura e dos Transportes da Itália, Matteo Salvini, que exaltou o ato nas redes sociais. Também estavam presentes alguns governadores, como Tarcísio de Freitas, de São Paulo. Os apoiadores do ex-presidente levaram bandeiras do Brasil e de Israel, em resposta às críticas de Lula ao governo de Benjamin Netanyahu pela morte de palestinos em Gaza. 

Alguns também levaram cartazes contrários ao comunismo e em defesa da pátria e da família. O número de pessoas que participaram da manifestação é incerto, pois há divergências entre as fontes. Um levantamento feito pela polícia a partir de fotos aéreas estimou que, no ápice, o ato reuniu 1 milhão pessoas. Já os organizadores e aliados políticos de Bolsonaro afirmaram que havia mais de um milhão de pessoas. A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo disse que a PM mobilizou 2.000 homens para fazer a segurança do ato.


A manifestação de ontem foi uma das maiores já realizadas em apoio a Bolsonaro, que enfrenta uma queda de popularidade e uma série de denúncias de corrupção e irregularidades em seu governo. 

O ex-presidente, que ainda não confirmou se será candidato à reeleição em 2024, tenta mobilizar sua base eleitoral e mostrar força política diante de Lula, que lidera as pesquisas de intenção de voto. No entanto, o ato também gerou críticas de setores da sociedade civil e de opositores, que acusam Bolsonaro de atentar contra a democracia e a Constituição.

CONFIRA O VÍDEO AQUI


Canal do Vidente Lindomar: CLICA AQUI! --------------------------------------------- Canal: Conexão sucata: CLICA AQUI! ---------------------------------------------

Edição e texto: Theta Wellington

COMPARTILHAR:

DESTlNO DE LULA! Agora não tem volta, Vidente Cigano Tinha Razão | 24/02/2024

 Lula acusa Israel mas deixa de lado a Rússia que está invadindo a Ucrânia. Essa fala pode causar seu impeachment.

O presidente Lula declarou que Israel está agindo como a Alemanha agiu na segunda guerra mundial, uma acusação muito grave que ignora muita coisa. Mas levando em conta A análise que ele fez, temos de cobrar um posicionamento dele contra a Rússia. A situação lá é muito mais grave. A Rússia está quebrando a Ucrânia e matando seu povo, e por tabela está destruindo a economia da Alemanha, que não tem nada haver com a história. 

A Alemanha é a maior economia da Europa, mas está passando por uma fase difícil. O país depende muito de vender seus produtos para outros países, principalmente para a China, que é seu maior parceiro comercial. Mas a China está crescendo menos do que antes, e comprando menos da Alemanha. Além disso, a guerra na Ucrânia e o fim das importações de gás da Rússia deixaram a Alemanha sem uma fonte barata de energia. Isso encareceu a produção das indústrias alemãs, que precisam pagar mais pela eletricidade e pelo gás.


A Alemanha também está tentando se adaptar às mudanças climáticas, que exigem que o país reduza suas emissões de gases que causam o efeito estufa. Para isso, a Alemanha precisa investir em fontes de energia limpas e renováveis, como o sol e o vento. 

Mas essa transição não é fácil, pois requer muitos recursos e tempo. Alguns setores da indústria alemã, como a química e a siderúrgica, reclamam que não recebem apoio suficiente do governo para fazer essa mudança. Eles também dizem que sofrem com a concorrência de outros países, como os Estados Unidos, que têm mais incentivos para a produção verde.


Esses três fatores - exportações frágeis, preços elevados da energia e transição climática - formam uma "tempestade perfeita" que derruba a economia alemã. O país não consegue crescer como antes, e corre o risco de entrar em recessão, que é quando a economia encolhe por muito tempo. Isso afeta a vida das pessoas, que podem perder empregos, renda e qualidade de vida. 

A crise também cria problemas para o governo, que é formado por três partidos diferentes, que nem sempre concordam sobre o que fazer para resolver a situação. O governo precisa tomar medidas urgentes para ajudar as empresas, estimular o consumo e proteger o meio ambiente. Mas isso não é fácil, pois envolve muitas decisões difíceis e complexas.

Na cabeça de Lula, um país que se defende age pior do quê um país que invade outro e prejudica toda a economia de um continente. Devido a gravidade dessa fala, um pedido de impeachment foi criado, já conta com as assinaturas suficientes está esperando apenas a atitude de Arthur Lira para protocolar o pedido e dar andamento no congresso.

CONFIRA O VÍDEO AQUI


Contato do Cigano

Whatsapp: (48) 99144-5662

Whatsapp: (48) 99178-8723

Fone fixo: (48) 3039-5893

 Edição e texto: Theta Wellington
COMPARTILHAR:

PROTOCOLADO! Impeachment de Lula Avança, Vidente Cigano Estava Certo | 23/02/2024

Pedido de impeachment de Lula avança! Agora só depende de Arthur Lira.

O pedido de impeachment de Lula é uma iniciativa de deputados da oposição que acusam o presidente de crime de responsabilidade por sua declaração sobre Israel e o Holocausto. Até o momento, o pedido conta com mais de 200 assinaturas de parlamentares de diversos partidos, incluindo alguns da base do governo. O pedido deve ser protocolado nesta quarta-feira (21) na Câmara dos Deputados.


Para que um pedido de impeachment seja aceito, é preciso que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decida colocá-lo em análise. Caso isso ocorra, será formada uma comissão especial para emitir um parecer sobre a admissibilidade do pedido. 

Se a comissão aprovar o parecer, ele será votado pelo plenário da Câmara, que precisa de 342 votos (dois terços dos 513 deputados) para autorizar a abertura do processo. Se isso acontecer, o pedido segue para o Senado, que julga o presidente e pode afastá-lo do cargo por até 180 dias. Para condenar o presidente e cassar seu mandato, são necessários 54 votos (dois terços dos 81 senadores).


O presidente Lula ainda não se manifestou oficialmente sobre o pedido de impeachment, mas o PT e outros partidos aliados já se posicionaram contra a iniciativa, que consideram golpista e sem fundamento jurídico. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), também disse que não vê motivos para um impeachment neste momento.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Contato do Cigano

Whatsapp: (48) 99144-5662

Whatsapp: (48) 99178-8723

Fone fixo: (48) 3039-5893

 Edição e texto: Theta Wellington
COMPARTILHAR:

SEM VOLTA! Declarado "persona non grata" Chay Grazik Arrepia | 22/02/2024

Lula é declarado como "persona non grata" por Israel e se torna proibido de pisar no país até que peça desculpas.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva causou uma grande polêmica ao comparar a guerra de Israel contra o Hamas em Gaza com o Holocausto, o genocídio de milhões de judeus pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial. Essa declaração foi feita durante uma entrevista coletiva na Etiópia, onde Lula participou da 37ª Cúpula da União Africana e de reuniões bilaterais com chefes de Estado do continente. 

Lula disse que "o que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu: quando o Hitler resolveu matar os judeus". Ele também criticou a decisão de alguns países de suspender repasses financeiros à Agência da ONU para os Refugiados Palestinos (UNRWA), que presta assistência humanitária aos palestinos.


A reação de Israel foi imediata e dura. O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que Lula "cruzou uma linha vermelha" e que vai convocar o embaixador brasileiro para "uma dura conversa de repreensão". O ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, declarou Lula como "persona non grata" em Israel, até que ele peça desculpas e se retrate. 

O termo "persona non grata" significa pessoa indesejável ou não bem-vinda, e é usado nas relações internacionais para indicar que um representante oficial estrangeiro não é mais aceito em um país. O termo foi descrito no artigo 9 da Convenção de Viena sobre relações diplomáticas. Segundo Katz, a comparação de Lula é um "grave ataque antissemita" e uma "ofensa à memória das vítimas do nazismo".


O governo brasileiro, por sua vez, avalia convocar o embaixador israelense para manifestar seu descontentamento com a declaração de Katz. O assessor especial de assuntos internacionais da Presidência, Celso Amorim, disse que Lula não vai se desculpar e que Israel é que se coloca em uma condição de isolamento. 

Amorim afirmou que o Brasil sempre tratou de maneira respeitosa o conflito entre Israel e Palestina e defendeu a solução de dois Estados. O caso gerou repercussão internacional e dividiu opiniões. Alguns apoiaram Lula e condenaram a violência de Israel contra os palestinos. Outros criticaram Lula e defenderam o direito de Israel de se defender dos ataques do Hamas. O fato é que a declaração de Lula aumentou a tensão entre os dois países e colocou em risco a cooperação bilateral em diversas áreas.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Créditos Chaline Grazik

Instagram Oficial: https://www.instagram.com/cha.grazik/

COMPARTILHAR:

A CASA CAlU! Moraes não contou tudo, Chay Grazik Arrepia | 21/02/2024

O que aconteceu com o ministro Alexandre de Moraes em Roma foi desmascarado. Mídia fala em abuso de autoridade.

Em julho de 2023, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes e sua família supostamente foram alvo de hostilidade por parte de um grupo de brasileiros que estavam no aeroporto de Roma, na Itália. O episódio gerou repercussão na imprensa e na política, e motivou uma investigação da Polícia Federal (PF). 

Segundo relato do ministro, ele e seus familiares foram xingados de "bandido, comunista e comprado" por um homem que se identificou como Roberto Mantovani Filho, empresário e filiado ao PSD. Além disso, o filho do ministro, o advogado Alexandre Barci de Moraes, teria sido agredido fisicamente por Mantovani, que lhe deu um tapa no rosto, fazendo seus óculos caírem no chão. No entanto, nada foi provado nem o exame de corpo delito acusou algum tipo de violência.

Foto: Reprodução

A família de Mantovani negou as acusações e disse que foi o filho do ministro que provocou a confusão, ao se irritar com uma crítica ao STF. Eles afirmaram que Mantovani apenas se defendeu de um empurrão e que não houve agressão. O caso foi denunciado por Moraes à PF, que abriu um inquérito para apurar os fatos. 

A investigação contou com o apoio de políticos importantes, como o presidente Lula, que condenou a hostilidade como um ato de "animal selvagem". O PSD, partido de Mantovani, também se manifestou e expulsou o empresário de seus quadros. Ou seja, as palavras de Moraes valeu mais que a versão da outra família. Antes das investigações se encerrarem já haviam condenado eles por causa das palavras de Moraes. A PF realizou buscas e apreensões na casa e no escritório de Mantovani e de seus familiares, além de quebrar o sigilo de comunicações entre eles e seus advogados. 

A investigação durou sete meses e terminou sem indiciar ninguém, mas concluiu que Mantovani cometeu injúria real contra o filho de Moraes, um crime de menor potencial ofensivo. Não preciso ser advogado para imaginar que ouve um excesso da polícia federal nesse caso. Não é normal, ou lógico realizar busca e apreensão na casa de uma família por causa de um desentendimento. Pensar que isso é abuso de autoridade não é algo fora da realidade. Para reforçar esse argumento, ano vejo notícias por aí de que caso de discussões ou brigas na rua acabem em mandatos de busca e apreensão.


O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público Federal, que pode oferecer denúncia ou arquivar o caso. O ministro Moraes também pode entrar com uma ação cível contra Mantovani, pedindo indenização por danos morais. 

O caso de Moraes em Roma foi mais um episódio de tensão entre o STF e setores da sociedade que criticam a atuação da corte. O ministro é relator de inquéritos que investigam fake news, atos antidemocráticos e interferência na PF, que envolvem aliados do ex-presidente Bolsonaro, opositor de Lula.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Créditos Chaline Grazik

Instagram Oficial: https://www.instagram.com/cha.grazik/

COMPARTILHAR:

VAl TREMER BRASlL! Capitão e o dia 25 Chegando, Vidente Gritou | 20/02/2024

Grande mídia mente sobre Bolsonaro mais uma vez!

Está circulando na internet uma notícia que diz que Bolsonaro não tem o apoio dos evangélicos para a manifestação do dia 25. Isso é mentira! O que aconteceu foi que o líder dos evangélicos, Silas Malafaia, não vai poder custear a manifestação. Isso já era algo previsto. Basta imaginar o tipo de perseguição que as pessoas que contribuiram com ônibus, ou dinheiro para os atos do dia 8 de janeiro de 2023 estão sofrendo. 

O pastor Silas Malafaia mudou de ideia e disse que não vai mais usar o dinheiro da Associação Vitória em Cristo para financiar uma manifestação pró-Bolsonaro em São Paulo. Ele tomou essa decisão depois de receber muitas críticas nas redes sociais de pessoas que acharam errado ele usar o dízimo dos fiéis para apoiar um ato político.


A manifestação está marcada para o dia 25 de fevereiro, na Avenida Paulista, e foi convocada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, que está sendo acusado de tentar dar um golpe de Estado contra o atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva. Bolsonaro diz que quer defender o Estado Democrático de Direito e a liberdade do povo brasileiro. 

O pastor Malafaia é um dos principais aliados de Bolsonaro no meio evangélico e tem defendido o seu governo desde o início. Ele disse que vai pagar do seu próprio bolso o aluguel de carros de som, faixas e camisetas para o ato. Ele também afirmou que vai levar cerca de 10 mil pessoas para a manifestação, entre pastores, líderes e membros de igrejas.


Malafaia disse que não está misturando religião com política, mas que está exercendo a sua cidadania e o seu direito de manifestar a sua opinião. Ele disse que não é contra o presidente Lula, mas que é contra as medidas que ele tem tomado, como o aumento dos impostos, a liberação das drogas e o aborto. 

O pastor também criticou os que o atacaram nas redes sociais e disse que eles são hipócritas e invejosos. Ele disse que eles não sabem o que é o dízimo e que ele usa o dinheiro da Associação Vitória em Cristo para ajudar muitas obras sociais, como creches, asilos, hospitais e escolas. Ele disse que tem a consciência tranquila e que vai continuar apoiando Bolsonaro até o fim.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Canal do Vidente Lindomar: CLICA AQUI! --------------------------------------------- Canal: Conexão sucata: CLICA AQUI! ---------------------------------------------

Edição e texto: Theta Wellington

COMPARTILHAR:

VERG0NHA MUNDlAL! Governo do Brasil na MlRA, Vidente Arrepia | 19/02/2024

Lula passa mais uma vergonha mundial! Ele se coloca contra os judeus de novo e acusa Israel.

Em uma entrevista coletiva na Etiópia, Lula disse que o exército israelense comete genocídio contra os palestinos e comparou a situação na Faixa de Gaza com o massacre de judeus na Alemanha nazista de Adolf Hitler. Só na cabeça de alguém que não entende nada de história para acusar os judeus de estarem fazendo algo que é tão delicado para eles. Seria o mesmo que dizer que os negros estão sendo racistas. Não há argumentos para um comparação tão estúpida e ofensiva.


Netanyahu respondeu que as palavras de Lula são "vergonhosas e graves" e que ele "cruzou uma linha vermelha" ao banalizar o Holocausto e tentar prejudicar o povo judeu e o direito de Israel se defender. Nesse momento eles tem toda razão de pensar que o presidente brasileiro escolheu o lado dos terroristas nesse conflito. 

Mas esse posicionamento de Lula vai de acordo com o que a esquerda prega e tem defendido. Basta qualquer um de nós procurar algum posicionamento esquerdista repudiando o Hamas pelo que fez quando invadiu israel, você não vai achar nada. Eles só abriram a boca quando Israel revidou.


Netanyahu e seu ministro de Relações Exteriores, Israel Katz, decidiram convocar o embaixador brasileiro em Israel para uma "dura conversa de repreensão" nesta segunda-feira (19). E claro que eles tem toda razão. Lula também erra ao não se posicionar sobre o que está acontecendo na Venezuela e sobre o líder político russo que foi morto essa semana.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Canal do Vidente Lindomar: CLICA AQUI! --------------------------------------------- Canal: Conexão sucata: CLICA AQUI! ---------------------------------------------

Edição e texto: Theta Wellington

COMPARTILHAR:

FlM D0 SlSTEMA! Será Rasgado, Vidente Cigano Tinha Razão | 18/02/2024

O ex-presidente Fernando Collor pode ir para a prisão por causa de um caso de corrupção e lavagem de dinheiro.

Ele foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 8 anos e 10 meses de prisão em regime fechado. Mas ele ainda tem direito a recorrer da decisão. Collor é acusado de receber propina de um esquema de corrupção na BR Distribuidora, uma empresa que vende combustíveis e é subsidiária da Petrobras. 

A propina teria sido paga entre 2010 e 2014, quando Collor era senador pelo estado de Alagoas. A defesa de Collor apresentou um recurso ao STF para tentar reverter a condenação. O recurso é chamado de embargos de declaração. Esse tipo de recurso serve para esclarecer pontos obscuros, contraditórios ou omissos na decisão judicial. A defesa alega que o STF não considerou as provas que inocentam Collor e que houve violação do direito de defesa.


O relator do caso, ministro Alexandre de Moraes, não aceitou o recurso. Ele disse que a defesa quer rediscutir pontos que já foram analisados e decididos pelo STF. Ele afirmou que não há nenhuma obscuridade, contradição ou omissão na decisão que condenou Collor. 

Ele também disse que o recurso tem o objetivo de atrasar o cumprimento da pena. O julgamento do recurso começou na sexta-feira, 9 de fevereiro de 2024, no plenário virtual do STF. O plenário virtual é uma forma de julgar casos sem a necessidade de reunião presencial dos ministros. Cada ministro tem um prazo para votar pela internet.


O ministro Dias Toffoli, porém, pediu vista do processo. Isso significa que ele quis mais tempo para analisar o caso. Com isso, o julgamento foi suspenso. Toffoli tem até 90 dias para devolver o caso para julgamento. Enquanto isso, Collor continua em liberdade. A decisão de Toffoli gerou críticas de alguns setores da sociedade. Eles acusam o ministro de favorecer Collor e de contribuir para a impunidade. Eles também questionam a demora do STF em julgar os casos de corrupção envolvendo políticos.

No vídeo a seguir o vidente Cigano Iago do Oriente fala sobre o sistema e o ato do próximo dia 25.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Contato do Cigano

Whatsapp: (48) 99144-5662

Whatsapp: (48) 99178-8723

Fone fixo: (48) 3039-5893

 Edição e texto: Theta Wellington
COMPARTILHAR:

FUGA D0 BRASlL! Correria no Alvorada, Chay Grazik Arrepia | 17/02/2024

A contradição do governo Lula aparece mais uma vez. Após crise vem a promessa da criação de mais muros.

Finalmente o governo que tanto defende os ladrões agora descobriu como eles são perigosos. A crise em Mossoró é um episódio que expõe as fragilidades do sistema penitenciário federal brasileiro e as dificuldades do governo Lula em lidar com o crime organizado. 

Na madrugada de quarta-feira, 14 de fevereiro de 2024, dois presos de alta periculosidade conseguiram escapar da penitenciária federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, sem deixar rastros. Eles são Deibson Cabral Nascimento e Rogerio da Silva Mendonça, suspeitos de integrarem a facção criminosa Comando Vermelho (CV), no Acre. 

Essa foi a primeira fuga na história do sistema penitenciário federal, que foi criado em 2006 com o objetivo de isolar as lideranças criminosas e os presos considerados mais perigosos do país. O sistema conta com cinco unidades de segurança máxima, localizadas em Brasília, Campo Grande, Catanduvas, Mossoró e Porto Velho. 

Cada uma tem capacidade para 208 presos, que são submetidos a um regime disciplinar diferenciado, com restrições de visitas, comunicações e banhos de sol.


A fuga dos presos de Mossoró revela uma falha grave na segurança dessas unidades, que deveriam ser à prova de fugas. Ainda não se sabe como os fugitivos conseguiram sair de suas celas, passar pelos detectores de metal, pelos agentes penitenciários, pelas câmeras de vigilância e pelos muros eletrificados. 

As hipóteses levantadas são de que eles contaram com a ajuda de algum funcionário da penitenciária, de que eles usaram algum equipamento eletrônico para burlar os sistemas de alarme ou de que eles cavaram um túnel. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, que assumiu a pasta há menos de um mês, enfrenta a sua primeira crise no novo cargo. Ele determinou o afastamento da direção da penitenciária de Mossoró e nomeou um interventor para o posto. 

Ele também pediu a revisão dos protocolos de segurança de todo o sistema prisional federal e acionou a Polícia Federal e a Interpol para procurar os foragidos. Além disso, ele aumentou o nível de segurança das penitenciárias federais, proibindo banhos de sol e visitas de familiares e advogados até sexta-feira, 16.


A fuga dos presos causou repercussão política e social, com críticas à gestão do governo Lula e à política de segurança pública. A oposição planeja explorar o tema nas eleições municipais de 2024, questionando a capacidade do atual governo de combater o crime organizado. Por outro lado, o presidente Lula ligou para Lewandowski e orientou o ministro a dar uma coletiva sobre o caso, demonstrando apoio e confiança ao seu trabalho. 

A crise em Mossoró é um desafio para o governo Lula, que precisa mostrar que tem controle sobre o sistema penitenciário federal e que pode garantir a segurança da população. Também é uma oportunidade para o ministro Lewandowski, que pode se firmar como uma liderança na área da justiça e da segurança pública. Por fim, é um alerta para a sociedade brasileira, que precisa cobrar das autoridades uma solução para o problema do crime organizado e da violência no país.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Créditos Chaline Grazik

Instagram Oficial: https://www.instagram.com/cha.grazik/

COMPARTILHAR:

REVlRAVOLTA! Fuga em Mossoró, Governo na MlRA, Vidente Arrepia | 16/02/2024

Dias de terror! A fuga em Mossoró: como aconteceu e como poderia ser evitada.

Na madrugada de quarta-feira, 14 de fevereiro de 2024, dois presos conseguiram escapar da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, em uma fuga inédita no sistema penitenciário federal brasileiro. 

Os fugitivos foram identificados como Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento, ambos integrantes da facção criminosa Comando Vermelho. Eles estavam isolados em celas vizinhas e usaram o mesmo método para fugir: arrombaram o teto das celas, que não tinha camada de concreto, e saíram pelo telhado.


A fuga só foi percebida pelos agentes federais na manhã de quarta-feira, quando fizeram a contagem dos presos. A Polícia Federal foi acionada para iniciar as buscas pelos foragidos, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e da Interpol. Até o momento, os fugitivos não foram recapturados. A fuga expôs falhas graves de segurança na penitenciária de Mossoró, considerada uma das mais seguras do país. 

Segundo fontes do governo, o sistema de câmeras que monitora os presídios federais é ultrapassado e não possui detectores de movimento, o que dificultou a identificação da fuga durante a noite. Além disso, as celas não tinham reforço estrutural suficiente para impedir a abertura dos tetos. Esses problemas se repetem em pelo menos mais uma das cinco penitenciárias federais do Brasil.


Diante da situação, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, afastou a direção da penitenciária de Mossoró e nomeou um interventor para apurar as circunstâncias da fuga e corrigir as falhas de segurança. O ministro também anunciou medidas emergenciais para reforçar a segurança nas unidades federais, como a construção de muralhas, a instalação de novas câmeras e o aumento do efetivo de agentes. 

A fuga em Mossoró é um episódio grave que coloca em risco a segurança pública e a ordem jurídica do país. É preciso que as autoridades competentes tomem providências para recapturar os fugitivos, punir os responsáveis pela fuga e prevenir que novas fugas ocorram. Somente assim, o sistema penitenciário federal poderá cumprir sua função de isolar e neutralizar os criminosos de alta periculosidade que ameaçam a sociedade.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Canal do Vidente Lindomar: CLICA AQUI! --------------------------------------------- Canal: Conexão sucata: CLICA AQUI! ---------------------------------------------

Edição e texto: Theta Wellington

COMPARTILHAR:

TRÁGlC0 DESTlN0! Governo CAl, Não Veja Isso, Chay Grazik Arrepia | 15/02/2024

Sensitiva Chay fala sobre o mal do Big Brother Brasil, sobre prisão no atual governo e Lula sendo substituído!

Não é segredo que as grandes empresas de telecomunicações querem que o cidadão fique cada vez mais preso dentro da realidade que eles transmitem em suas telas. Uma das que mais prejudica as pessoas é o Grupo Globo de telecomunicações. Basta ver o quanto os produtos(filmes, séries, novelas, telejornais e jornais num geral) seguem a agenda progressista de esquerda. 

Um exemplo do quanto isso acontece é o modo como o bandido é protegido. A emissora vem protegendo tanto a criminalidade que hoje em dia as pessoas defendem mais os meliantes agressores do que as vítimas. 

Tendo em vista esse ponto, e a intenção da rede Globo em destruir qualquer pensamento conservador no telespectador, falo isso num sentido geral. Eles querem destruir o pensamento conservador, a fé, o costume e a cultura. Somando isso tudo, podemos dizer que o reality show big brother Brasil é um dos piores males para a sociedade.


Assistir ao BBB pode te deixar viciado e prejudicar sua rotina, seu sono e sua produtividade, te expõe a brigas, discussões, bebedeiras e muita confusão, que podem afetar seu humor e sua saúde mental, faz você perder tempo e dinheiro com votações, enquetes e apostas, que não trazem nenhum benefício real para você. 

O BBB pode te alienar da realidade e dos problemas do mundo, que merecem mais atenção e engajamento do que um programa de entretenimento, pode te influenciar negativamente, fazendo você adotar comportamentos, valores e ideias que não condizem com sua personalidade e seus princípios. A sensitiva Chay fala do lado ruim espiritualmente no vídeo a seguir.


Com relação ao atual governo, estamos vendo que eles estão completamente perdidos  uma comparação com o governo Bolsonaro não é mais plausível. Enquanto o ex presidente Bolsonaro trabalhou para reduzir os impostos, o atual governo gasta mais do que arrecada e cria novos tributos para tampar o buraco. 

Já existe certas teorias na internet de que quando o momento certo chegar  Geraldo Alckmin vai assumir o cargo. Aliás, já temos visto Alckmin mais como presidente do que o próprio Lula. O atual presidente passa a maioria do seu tempo viajando pelo mundo, o seu vice é quem fica no cargo tomando as decisões.

CONFIRA O VÍDEO AQUI

Créditos Chaline Grazik

Instagram Oficial: https://www.instagram.com/cha.grazik/

COMPARTILHAR:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do Site